Sem categoria

Soja causa câncer?

soja causa câncer?

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de soja. Com o grão, é possível desenvolver diversos produtos utilizados na culinária. O mais popular é o óleo de soja. Mas, será que consumir produtos originários da soja pode aumentar os riscos de ter câncer?

Aqui vamos falar sobre este assunto contraditório.

O que é soja

É uma leguminosa da mesma família do feijão, da lentilha e da ervilha. Um dos pontos que a difere desses outros três alimentos é a quantidade de proteínas que possui. É uma das mais ricas fontes de proteína vegetal. Possui oito aminoácidos essenciais, aqueles que o corpo não consegue produzir e, a alimentação é a única forma de os adquirir. Por isso, ela tem sido cada vez mais usada, principalmente na alimentação de vegetarianos e veganos.

Além disso, também é muito utilizada como opção ao leite de vaca, pois o leite de soja não possui lactose e nem caseína, elementos bastante alergênicos do leite. A soja é muito rica em isoflavona, outro composto que atrai atenção. Ele pode auxiliar no tratamento de alguns distúrbios hormonais, como os sintomas da menopausa. E um outro ponto relevante é o fato de que grande parte da soja brasileira é transgênica e, ainda não sabemos os resultados para a saúde em relação ao consumo desse tipo de produto.

Como sempre falamos aqui, tudo em excesso faz mal! É preciso sempre buscar o equilíbrio.

O que é isoflavona?

A isoflavona pode ser encontrada em alguns vegetais, incluindo a soja. É um dos compostos da soja que contém fitoestrogênio. Este, por sua vez, tem estrutura química e funcionalidade semelhantes ao estrogênio, hormônio feminino. O estrogênio é, entre outras coisas, responsável pelo desenvolvimento das mamas. Quando seus níveis saem da regularidade, doenças podem aparecer. A soja pode funcionar como uma estimuladora da produção de estrogênio, mas apenas em mulheres. Por isso a isoflavona é comercialmente empregada para o tratamento de sintomas da menopausa, TPM e até da osteoporose, doenças relacionadas à queda do hormônio feminino com o avançar da idade.

Estudos contraditórios

As pesquisas sobre os efeitos do consumo de soja para a saúde demonstram resultados contraditórios. Algumas indicam que ela é capaz de diminuir o risco de câncer de próstata, outras dizem que estimula. O mesmo vale para o câncer de mama. Além disso, outros tipos de cânceres não são elencados por especialistas, somente estes dois, presentes em homens e mulheres.

Soja para a saúde

Assim como o estrogênio, a soja pode ser vilã ou mocinha. Isso por si só exige que se tome muito cuidado com sua utilização. Há fortes indícios de que para mulheres na menopausa, por conta da isoflavona, a soja seja realmente benéfica. Nessa fase o estrogênio está caindo. No entanto, para crianças do sexo feminino (estrogênio ainda baixo) ela pode ser causadora de maturação sexual precoce, ou seja, a menina pode virar mocinha mais cedo. Tudo por conta do fitoestrogênio. Meninas devem evitar o consumo exagerado de derivados de soja. Já para as crianças do sexo masculino, não há nenhum efeito nesse sentido, a não ser o fator alergênico. As proteínas da soja são as mais alergênicas dentre as proteínas vegetais. Portanto, embora o leite de soja não contenha lactose nem caseína, pode ser tão alergênico ou mais do que o leite de vaca.

Câncer de mama

Mulheres portadoras de câncer de mama podem se beneficiar com o consumo de alimentos derivados da soja. Uma pesquisa realizada na Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, apontou que o risco de morte pode ser reduzido em até 21%. A isoflavona possui capacidade antioxidante, anti-inflamatória e antiangiogênica. Segundo esse estudo, essas três características colaboram para minimizar a evolução da doença.

Câncer de próstata

Já para os homens adultos, a isoflavona estimula a atividade da próstata, contribuindo para o aparecimento de tumores na região, que normalmente são descobertos tardiamente. Essa condição ainda precisa ser confirmada por novos estudos, embora tenha sido apontada por uma pesquisa realizada nos Estados Unidos com 2.500 voluntários.

Alimentação e câncer

Se existem dúvidas sobre a influência da soja no desenvolvimento de cânceres, os cuidados com a alimentação são fundamentais para evitar o aparecimento desse tipo de doença. Esses cuidados devem ser ainda mais redobrados por conta da inexistência de estudos que analisam o impacto do consumo de alimentos transgênicos para a saúde. Não existe dieta que proteja totalmente contra o câncer, mas evitar excessos é sempre uma boa maneira de minimizar o risco de seu aparecimento.

O que sempre indicamos, pois é consenso, é uma alimentação equilibrada, diversificada, colorida e prazerosa. Frutas e vegetais devem estar presentes sempre, pois são ricos em nutrientes importantíssimos para a saúde. As carnes devem ser consumidas com ressalvas, principalmente as embutidas. E a hidratação é fundamental. Beba bastante água!

Fique atento! Os modismos, muitas vezes, trazem o desconhecido. Em se tratando de alimentação, nada substitui um prato de arroz, feijão, bife e uma batatinha assada com alecrim!

Conte com a Presente de Saúde para te proporcionar mais saúde e informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *