Sem categoria

Motivos para implementar a ginástica laboral na sua empresa

Motivos para implementar a ginástica laboral na sua empresa

Aqui no blog sempre falamos dos benefícios da ginástica dentro de qualquer ambiente ocupacional. Os exercícios promovidos por ela diminuem a incidência de doenças ocupacionais e melhoram o ambiente de trabalho. Também diminuem o estresse e podem impactar positivamente na produtividade, além de aumentarem a qualidade de vida dos funcionários.

No entanto, poucos sabem que a empresa que mantém um programa de ginástica laboral pode ter benefícios consideráveis. Principalmente em relação à tributação e à justiça do trabalho.

A Justiça do Trabalho vê com muito bons olhos empresas que oferecem ginástica laboral aos seus funcionários.

Quer saber mais sobre esses benefícios? Continue com a leitura, a partir dos próximos tópicos deste artigo.

A importância da saúde ocupacional

Além do cumprimento dos requisitos trabalhistas legais, as empresas precisam garantir condições dignas de trabalho para seus colaboradores.  A tributação brasileira, ainda associada à legislação previdenciária, trazem impactos importantes à gestão financeira das empresas. Segundo a Associação Brasileira de Qualidade de Vida, os gestores dos programas de qualidade de vida das empresas privadas precisam reconhecer as bases desta regulamentação. Uma vez que a variação das tributações podem ampliar o leque de intervenções, é importante incluir estrategicamente a área da saúde ocupacional no seu planejamento.

A saúde ocupacional é um setor específico dentro da grande área da saúde. Seu foco é a promoção da saúde do trabalhador. Seu dever é prevenir as doenças e demais problemas que possam surgir no ambiente de trabalho. Seu objetivo é a qualidade de vida do trabalhador, oferecendo para os funcionários bem-estar tanto físico, quanto emocional, em um ambiente de trabalho propício. Essa área é a responsável pelo desenvolvimento de estratégias de prevenção contra riscos e demais problemas que o trabalhador venha a enfrentar por conta do ambiente físico/ambiental em que realiza suas atividades.

Riscos da exposição desnecessária

Sabe-se que empresas que expõem seus colaboradores a riscos desnecessários podem se envolver em disputas judiciais trabalhistas desgastantes e muito onerosas. Essas podem resultar em multas ou até mesmo prisões de gerentes e diretores. E as consequências disso também impactam negativamente a imagem da própria empresa perante os funcionários e perante o mercado.

Além de agir diretamente na melhora do estilo de vida do colaborador, um programa de ginástica laboral bem elaborado e administrado pode ser uma excelente estratégia de diagnóstico de riscos à exposição desnecessária. Reforçando ainda mais o caráter preventivo desse tipo de ação.

Razões para implementar um programa de qualidade de vida

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS, 2010) existem três razões básicas para uma empresa optar pelo oferecimento de um programa de qualidade de vida para seus colaboradores:

  • É ético: demonstra cidadania corporativa e responsabilidade social.
  • É estratégico: segurança e estilo de vida saudáveis proporcionam benefícios para o negócio. Redução do absenteísmo, dos acidentes de trabalho, dos custos com assistência médica sāo alguns exemplos. Além disso, melhora o clima organizacional, aumenta a motivação das equipes, o desempenho e enobrece a imagem da organização interna e externamente.
  • É legal: estar dentro das políticas e regulamentações implica na sustentabilidade do negócio.

Um programa de qualidade de vida representa um custo a mais?

Muito pelo contrário! Trata-se de um investimento. Existem estudos que comprovam que a cada dólar investido em programas de ginástica laboral, por exemplo, dois dólares retornam para a empresa. Além disso, segundo a legislação trabalhista brasileira, se um colaborador adoece e tem que se afastar das suas atividades, a empresa que deve comprovar que não foi ela a causadora daquela doença. Uma das maneiras de se fazer isso é comprovando que ela oferece as condições de trabalho adequadas. E ainda, um programa de qualidade de vida para seus funcionários que tem o intuito de minimizar os efeitos da atividade laboral ao trabalhador.

Cabe ainda dizer que a prática de ginástica laboral reduz os riscos de acidentes e doenças ocupacionais. Esses tomam quase R$ 90 bilhões de gastos anuais pelas empresas brasileiras.

Portanto, investir em um programa de ginástica laboral é mais do que minimizar os custos. É ser bem visto pelos órgãos trabalhistas, pelo mercado e, principalmente pelo seu braço direito, o seu funcionário. Os dois lados saem ganhando.

Conte com a Presente de Saúde para montar o melhor programa de ginástica laboral que sua empresa pode ter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *